PALAVRAS CHAVE: Motores de combustão interna. Modelos matemáticos. Filmagem do processo de combustão. Motor monocilindro de pesquisa.

RESUMO

O desenvolvimento dos motores de combustão interna exige uma análise completa dos parâmetros de desempenho, combustão e emissões de poluentes. A utilização de modelos matemáticos de diagnóstico permite que a partir da medição da curva de pressão no cilindro, seja possível o cálculo da fração de massa queimada, taxa de liberação de calor e temperatura dos gases no cilindro. Estes parâmetros podem ser obtidos com a utilização de um modelo de combustão de uma zona, porém, de forma a obter mais informações sobre o processo de combustão, outros modelos podem ser utilizados. Nesse trabalho é desenvolvido um modelo de combustão de duas zonas e aplicado na análise da combustão de um motor monocilindro com acesso óptico. A partir da filmagem em alta velocidade do processo de combustão, foi possível avaliar o seu desenvolvimento e comparar com o resultado do modelo de combustão de duas zonas proposto. Foi calculado o volume dos gases queimados e não queimados, raio e velocidade de chama turbulenta e os resultados mostraram que o modelo de duas zonas é uma boa ferramenta para análise da combustão e que apresenta boa coerência física com o processo real de combustão nos motores de ignição por centelha.

Fernandes Alyson MOTOR CILINDRO

DESCARGAR PDF