PALAVRAS CHAVE: Transferência de calor, conectores encapsulados, modelagem térmica.

RESUMO

Em redes de distribuição, os invólucros são componentes fabricados de material polimérico (em geral, polipropileno) que envolvem as conexões elétricas, conferindo proteção contra radiação solar, água, vento, poeira e demais intempéries à que o conjunto possa estar sujeito durante situações normais de serviço. Nas subestações de energia, os invólucros encontram maior aplicação na proteção de derivações do circuito, onde normalmente são utilizados os conectores tipo Cunha. O aparente ganho protetivo conferido a uma conexão encapsulada traz consigo a desvantagem pela dificuldade na dissipação da energia térmica gerada no interior da conexão, em grande parte pela baixa condutividade térmica dos invólucros poliméricos. O objetivo desse trabalho é apresentar um modelo térmico para avaliação da temperatura de conectores tipo cunha encapsulados em função de condições típicas de serviço desse tipo de componente e avaliar o grau de sobreaquecimento devido à presença da capa polimérica. A validação do modelo foi determinada a partir de um conjunto de experimentos em bancada, para uma faixa de valores de corrente elétrica aplicada ao conjunto. Os resultados mostram que existe um aumento da ordem de 20% na temperatura da conexão encapsulada em comparação com a mesma conexão trocando calor livremente com o ambiente externo.

Ferreira R.A.M. METODOS NUMERICOS

DESCARGAR PDF